Publicidade

16 de Janeiro de 2014 - 16:34

Por Carla Araújo - Agencia Estado

Compartilhar
 

O presidente nacional do PSDB e pré-candidato a presidente da República, senador Aécio Neves (MG), afirmou nesta quinta-feira, 16, após ser recebido pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), para um almoço no Palácio dos Bandeirantes, na capital paulista, que trouxe a ele "a radiografia das alianças e dos entendimentos que o PSDB vem buscando fazer em todos os Estados". "Eu ouvi o governador sobre muitos deles (Estados) e todas essas decisões passarão sempre por essa consulta", afirmou.

Aécio destacou ainda a experiência de Alckmin como governador de São Paulo e também como ex-candidato a presidente. "Estamos selando aqui, na minha avaliação, o que é essencial para vencermos as eleições, que é a unidade do PSDB", disse o presidente nacional do PSDB, pré-candidato a presidente da República e senador por Minas Gerais.

Aécio voltou a repetir que o partido estará competitivo em muitos Estados "com o maior número de candidaturas próprias do que qualquer outro". "Estaremos disputando com candidaturas próprias ou coligações em 20 Estados", disse. Perguntado se houve alguma definição em relação ao impasse da aliança da legenda com o PSB em São Paulo, Alckmin negou e disse que "ainda não existe nem candidato". Já o presidente nacional do PSDB e pré-candidato a presidente da República declarou que, "onde existe impasse, a palavra do governador será sempre extremamente importante".

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a multa para o consumidor que desperdiçar água, conforme anunciou o Governo de São Paulo?