Publicidade

09 de Dezembro de 2013 - 21:21

Por Débora Bergamasco, Wilson Tosta e Angela Lacerda - Agencia Estado

Compartilhar
 

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), prováveis candidatos à Presidência em 2014, discutiram alianças regionais durante um jantar na noite de domingo, 08, no restaurante Gero, na zona sul do Rio de Janeiro.

Presidentes de seus respectivos partidos, Aécio e Campos avaliam a possibilidade de dividir palanques estaduais, especialmente em São Paulo, Minas Gerais, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Sul. O encontro estava marcado para a semana passada, mas acabou sendo adiado.

O encontro entre dois prováveis concorrentes na disputa presidencial de 2014 aconteceu um dia após o PPS, tradicional aliado do PSDB, aprovar indicativo de apoio ao governador de Pernambuco em 2014 - o que representou um revés para o senador tucano.

O vice-presidente nacional do PSB, Roberto Amaral, disse ontem que no encontro os presidenciáveis discutiram a conjuntura e "os caminhos da oposição". Para Amaral, contudo, o jantar não significa uma aproximação das futuras campanhas presidenciais. "O segundo turno só tem duas vagas", afirmou, destacando que o encontro estava marcado havia algum tempo.

Nesta seguna-feira, 09, no Recife, Campos tratou o jantar como um encontro casual. "Fui gravar ontem (anteontem) à tarde o programa do PSB no Rio e só podia voltar hoje (ontem) de manhã porque o aeroporto daqui (do Recife) está fechando às 11 horas da noite", afirmou. "Quando terminei fui jantar e encontrei Aécio que tinha saído da visita à irmã dele que está hospitalizada. Sentamos na mesa, conversamos um pouco, tomamos um café e saímos." / , WILSON TOSTA e ANGELA LACERDA

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?