Publicidade

20 de Janeiro de 2014 - 13:10

Por Carla Araújo e Fabio Leite - Agencia Estado

Compartilhar
 

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou nesta segunda-feira, 20, que vai pagar bônus de até R$ 2 mil aos policiais se os números de roubos e de furto e roubo de veículos não aumentarem e o de homicídios dolosos e latrocínios (roubos seguidos de morte) caírem 7% no primeiro trimestre deste ano. A bonificação faz parte do plano de metas para reduzir os três principais índices de criminalidade do Estado. O plano ainda precisa ser aprovado na Assembleia Legislativa. "Queremos buscar a redução dos principais indicadores de criminalidade e premiar os policiais que vão além do cumprimento do seu trabalho. São crimes que tiram vida e abalam demais a sensação de segurança", disse o secretário da segurança Fernando Grella.

Segundo ele, a meta é que os roubos entre janeiro e março não passem de 57.384 ocorrências, mesmo índice do primeiro trimestre de 2013. Já o número de roubos e furtos de veículos não podem passar de 50.710 e as mortes violentas (homicídio e latrocínio) tem o teto de 1.277.

As metas foram apresentadas em evento na manhã desta segunda feira para 2200 policiais de postos de comando. Por ano, um policial militar, que recebe R$ 3 mil em média, pode ganhar bônus de ate 8 mil reais. "Se todas as metas forem cumpridas vamos pagar R$ 700 milhões em bonificação", disse Alckmin. "Quem vai ganhar com isso é a sociedade", completou.

Alckmin disse ainda que vai aprimorar o controle e a transparência das estatísticas de criminalidade para evitar que policiais manipulem número de ocorrências para atingir as metas.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que campanha corpo-a-corpo ainda dá voto?