Publicidade

21 de Janeiro de 2014 - 14:24

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

O São Paulo tem em sua história diversos uruguaios que marcaram época. Pablo Forlán, Pedro Rocha, Darío Pereyra e, mais recentemente, Diego Lugano, se tornaram ídolos da torcida pela qualidade e determinação em campo. É essa linha que pretende o mais novo jogador do país a atuar pelo time. O lateral-esquerdo Álvaro Pereira disse que espera fazer muito sucesso no "clube mais uruguaio do mundo".

"O Lugano é meu amigo, parceiro, e estava maluco para que eu viesse para cá. Era um sonho dele e meu poder jogar aqui. O Pablo Forlán também me falou muito bem do clube e, na Europa, muitos outros passaram boas referências. Fora do Uruguai, o São Paulo é o clube mais uruguaio do mundo. E, por isso, escolhi essas cores para defender e dar alegrias ao torcedor são-paulino", declarou.

Após deixar a Inter de Milão, Álvaro Pereira chega ao São Paulo para resolver o problema da lateral esquerda, que tem dado dor de cabeça aos técnicos nos últimos anos. O jogador, que assinou contrato por 18 meses, também deve ser uma boa opção ofensiva para a equipe, já que tem como característica atacar bastante. Mesmo assim, evitou prometer gols.

"Não prometo gols, mas prometo raça e entrega dentro de campo. Isso não irá faltar. Sou um jogador versátil, que joga pela esquerda, e quero manter a raça uruguaia", disse o lateral.

Por já ter atuado no Porto, Álvaro Pereira fala bem português. O lateral também aposta em uma rápida adaptação porque já teve diversos companheiros brasileiros. Nomes como Helton, Hulk, Jonathan, Juan e Philippe Coutinho fizeram o jogador passar a acompanhar mais de perto o futebol do País.

"Tenho certeza de que conseguirei me adaptar rapidamente. Sempre brincava com os meus companheiros que conhecia o futebol brasileiro melhor do que eles. Me apaixonei pelo futebol brasileiro e quero fazer de tudo para dar certo aqui", disse o uruguaio, que também atuou em seu país, na Argentina e na Romênia.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você já presenciou manifestações de intolerância religiosa?