Publicidade

11 de Dezembro de 2013 - 20:33

Por Eduardo Bresciani e Daiene Cardoso - Agencia Estado

Compartilhar
 

Após encontro com a ministra da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República, Ideli Salvatti, o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), anunciou em plenário um acordo com o Palácio do Planalto que manterá o Orçamento Impositivo no texto a ser sancionado pela presidente Dilma Rousseff da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). "Fiz agora um entendimento, em nome dessa Casa, com a presidente da República para que possamos votar na terça-feira, 17, o Orçamento, a PEC do Orçamento Impositivo em fevereiro, com o texto acordado nesta Casa e no Senado, e o compromisso da presidente de não vetar a LDO, mantendo portanto as regras do Orçamento Impositivo", informou o peemedebista.

O governo havia anunciado no início da semana que a presidente Dilma vetaria o dispositivo que torna obrigatória a execução de emendas parlamentares em 2014, o chamado "Orçamento Impositivo". Diante da insatisfação dos parlamentares e das ameaças de não votar o Orçamento do próximo ano, o governo recuou. "É um entendimento em benefício dessa Casa e do País", contemporizou Alves.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você tem percebido impacto positivo das operações policiais nas ruas da cidade?