Publicidade

17 de Janeiro de 2014 - 14:43

Por Wellington Bahnemann - Agencia Estado

Compartilhar
 

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) prevê a expansão do parque gerador brasileiro em 9,4 mil MW em 2014, de acordo com os dados apurados pela Superintendência de Fiscalização dos Serviços de Geração (SFG) do regulador. Este volume é significativamente superior aos 5,79 mil MW adicionados em 2013, até 15 de dezembro - os dados sobre o crescimento da capacidade instalada do ano passado ainda não foram fechados pela Aneel, que estimava que mais 877,8 MW seriam acrescidos nos últimos 15 dias de dezembro passado.

De acordo com os relatórios da SFG/Aneel, atualizados este mês, as hidrelétricas irão liderar a expansão do parque gerador em 2014, adicionando um volume de 3,635 mil MW. Esse crescimento está baseado na entrada em operação de várias turbinas das hidrelétricas do Rio Madeira (RO), Jirau e Santo Antônio, além do início da operação comercial das usinas Teles Pires (MT/PA), Batalha (GO) e Santo Antônio do Jari (AP/PA).

Outro destaque no período é a entrada em operação de 3,052 mil MW de usinas eólicas, volume recorde na história da fonte no Brasil - até então, o maior acréscimo de capacidade havia ocorrido em 2011, ano em que foram adicionados 498,5 MW parques eólicos ao sistema. Grande parte dos projetos iniciará a operação comercial até abril deste ano, quando as obras de transmissão associadas estarão prontas, permitindo o escoamento da produção.

A previsão de expansão do parque gerador térmico este ano é de 2,46 mil MW. Disso, 1,7 mil MW se refere a projetos térmicos movidos a combustíveis fósseis, boa parte usando o gás natural ou gás de refinaria. Os outros 763,23 MW são termelétricas a biomassa, como o bagaço da cana-de-açúcar. A agência projeta a entrada de 254,91 MW de Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH).

O número reportado pela Aneel em seus relatórios de fiscalização supera o divulgado na quinta-feira, 16, pelo ministro de Minas e Energia, Edison Lobão. Após a reunião do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE), em Brasília, Lobão informou que serão agregados, pelo menos, 6 mil MW ao parque gerador brasileiro em 2014.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você aprova o retorno de Dunga para o comando da Seleção Brasileira?