Publicidade

14 de Dezembro de 2013 - 17:06

Por Mariângela Gallucci - Agencia Estado

Compartilhar
 

A corrente que apoiou a candidatura do deputado federal Paulo Teixeira (SP) à presidência do PT divulgou nesta semana um manifesto no qual fez críticas a propostas do partido, em especial à falta de uma plataforma para combate à corrupção. "Neste momento em que novamente recrudescem os ataques reacionários à identidade do PT, não seria também fundamental - como tem proposto a Mensagem desde 2005 - assumir como partido o protagonismo das lutas contra a corrupção sistêmica, capitalizando inclusive os históricos e inéditos avanços já conquistados nesta área pelos governos federais de Lula e Dilma?", indagou o manifesto.

O documento mencionou os principais pontos da plataforma da candidatura de Paulo Teixeira, que incluía a luta pela reforma política, pela democratização do poder e das comunicações e contra a corrupção sistêmica.

De acordo com o grupo, o PT precisa radicalizar a luta pela reforma política e efetivamente "liderá-la com intensidade muito maior do que tem feito". "Depois de 11 anos governando o País, não podemos mais continuar mediando com aliados e oposição que na prática têm procurado impedir esta reforma nas suas questões mais estruturais como o financiamento público exclusivo das campanhas", concluiu o manifesto.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da proibição de rodeios em JF, conforme prevê projeto em tramitação na Câmara?