Publicidade

15 de Janeiro de 2014 - 16:07

Por Ciro Campos - Agencia Estado

Compartilhar
 

O meia Graham Zusi, dos Estados Unidos, tem vivido sensações conflitantes na carreira. Autor do gol que ajudou a classificar o rival do país, o México, para a Copa do Mundo de 2014, o jogador disse nesta quarta-feira que recebeu reações variadas da torcida e não se vê com vaga garantida entre os 23 futuros convocados pelo técnico Jurgen Klinsmann para a competição.

Pela última rodada do hexagonal final das Eliminatórias da Concacaf, o já classificado e líder Estados Unidos encarou fora de casa o Panamá, que lutava com o México pela vaga na repescagem intercontinental. Os americanos perdiam por 2 a 1, resultado que tirava os mexicanos de qualquer chance de ir à Copa, já que fora de casa eram derrotados pela Costa Rica também por 2 a 1.

Porém aos 47 minutos do segundo tempo, Zusi mudou toda a história. O gol do empate dele mudou todo o panorama da rodada e os desesperados panamenhos, ao se atirarem para o ataque, ainda levaram a virada aos 50 minutos. A vitória dos Estados Unidos por 3 a 2 fez com que o México, mesmo com a derrota, garantisse a ida à repescagem contra a Nova Zelândia, em que acabou como vencedor.

"Na hora do jogo estávamos preocupados em vencer. O México não estava nos nossos pensamentos, mas depois do jogo foi engraçado ver os mexicanos comemorando nos Estados Unidos por um gol que eu fiz", contou Zusi, que atua pelo Kansas City e está em São Paulo junto com outros 25 atletas da seleção para um período de aclimatação antes da Copa. "Não creio que apenas um simples gol aumentou minhas chances de ida à Copa. Pelo menos naquela vitória mostramos nossa força coletiva", completou.

Zusi contou ter recebido até mesmo críticas dos torcedores por ter marcado o gol. Segundo ele, a rivalidade com o país vizinho dos Estados Unidos acabou pesando para que algumas críticas viessem.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que a Justiça agiu corretamente ao permitir, por habeas-corpus, a soltura dos ativistas presos durante a Copa?