Publicidade

09 de Janeiro de 2014 - 10:25

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

Lionel Messi precisou de apenas 30 minutos em campo para marcar duas vezes em seu retorno ao Barcelona, na noite da última quarta-feira, no Camp Nou, na goleada por 4 a 0 sobre o Getafe, pelas oitavas de final da Copa do Rei. Após substituir Iniesta no decorrer do segundo tempo, ele voltou a exibir as suas tradicionais arrancadas, sendo que a última delas resultou no golaço que selou o placar do confronto.

Por meio de entrevista publicada nesta quinta-feira pelo site oficial do Barça, concedida ao canal de TV do clube no dia anterior, o astro celebrou a volta de gala aos gramados, após ter se recuperado de uma lesão muscular na coxa esquerda. Ele não jogava desde 10 de novembro e o período final de sua recuperação foi realizado na Argentina.

"Antes eu havia me acostumado a jogar com dor e hoje, mais do que os gols, me senti muito bem fisicamente. Joguei sem dor", festejou o jogador, admitindo que viveu "meses muito duros" ao sofrer uma série de lesões musculares. "Trabalhei o aspecto físico para poder jogar sem dores e me sentir bem em campo", disse.

Messi também enfatizou que foi importante ficar um período na Argentina, onde esteve próximos aos seus familiares e amigos antes de retornar aos gramados "mentalmente descansado". "Passei muito tempo no meu país com a minha família e amigos para tentar fugir de tudo. Mas agora eu estou de volta empolgado e desesperado para ter um grande ano. Quero continuar alcançando objetivos, contribuir com o nosso time, ajudar os meus companheiros e tomara que isso seja possível. Serão cinco meses duros, mas nós vamos lutar por tudo, como sempre fizemos no clube, e aí poderei pensar na minha seleção", destacou, se referindo ao fato de que nesta temporada irá defender a Argentina na Copa do Mundo que será realizada no Brasil.

Nesta entrevista ao canal de TV do clube espanhol, Messi ainda reafirmou a sua vontade de poder se aposentar atuando pelo Barça, apesar dos seguidos rumores de que poderá deixar o clube em um futuro próximo. "Meu desejo é o de me aposentar aqui. Enquanto a torcida me quiser, quero jogar toda a minha carreira no Barcelona", afirmou.

De volta aos gramados após dois meses sem poder atuar, Messi também confirmou que estará em Zurique na próxima segunda-feira, quando a Fifa irá eleger o melhor jogador do mundo de 2013. Ele concorre ao prêmio com Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, e Frank Ribéry, do Bayern de Munique. Atrapalhado por lesões nos últimos tempos, o argentino não se mostrou preocupado com o fato de que desta vez poderá não ficar com a Bola de Ouro que conquistou de forma consecutiva nos últimos quatro anos. "É um reconhecimento muito bonito pelo que significa (o prêmio), mas se não ganhar não acontece nada", admitiu, lembrando que para ele o mais importante são os títulos que ganha com o grupo do Barça.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a multa para o consumidor que desperdiçar água, conforme anunciou o Governo de São Paulo?