Publicidade

23 de Dezembro de 2013 - 19:58

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

Arsenal e Chelsea fizeram nesta segunda-feira um clássico muito esperado, pela 17.ª rodada do Campeonato Inglês. Mas o duelo entre dois dos melhores times da competição decepcionou e terminou empatado em 0 a 0, no Emirates Stadium. Melhor para o Liverpool, que se beneficiou do resultado e terminou a rodada na liderança da tabela.

O empate levou o Arsenal aos 36 pontos, mesmo número do Liverpool, mas com desvantagem nos critérios de desempate, o que lhe dá a segunda posição. Pouco atrás vem o Chelsea, com 34 pontos, na quarta colocação, um ponto atrás do Manchester City, que também ganhou uma posição nesta rodada.

As duas equipes de Londres voltam a campo nesta quinta, quando será disputada toda a 18.ª rodada do Inglês. O Chelsea receberá o Swansea, em Stamford Bridge. Já o Arsenal terá pela frente o West Ham, fora de casa.

O Chelsea começou melhor nesta segunda, com mais posse de bola e buscando bastante o ataque pela esquerda, com Azpilicueta, mas aos poucos o Arsenal foi se encontrando e passou a comandar as ações. O time da casa encurralava o adversário, mas tinha dificuldade para furar o bloqueio defensivo. Aos 24 minutos, por exemplo, Cahill cortou cruzamento de Sagna que encontraria Giroud quase na pequena área. A resposta veio na sequência, com uma cabeçada de Ramires para fora.

O primeiro tempo ficou mais quente nos últimos minutos e o Chelsea quase tirou o zero do placar aos 31 minutos. Hazard arrancou pelo meio e deu lançamento para Lampard. Nas costas de Gibbs, o meia chegou batendo de primeira. A bola explodiu no travessão e, no rebote, Ramires bateu travado na zaga.

Aos 43, Willian teve outra boa chance em contra-ataque, mas bateu fraco, em cima de Szczesny. O cenário de pressão do Chelsea foi mantido no início da etapa final e o time de José Mourinho foi para cima. Willian, um dos homens mais acionados da equipe, dava trabalho para a defesa adversária, mas errava no último passe ou na finalização.

O intenso frio londrino pareceu contagiar os jogadores em campo, porque o jogo foi perdendo em emoção a cada minuto. As belas jogadas deram espaço a entradas duras de ambos os lados e as chances de gol passaram a ser inexistentes. Somente aos 33 minutos o Arsenal assustou. Ramsey deu lindo lançamento para Giroud, que saiu de frente para Cech, mas pegou mal e jogou para fora.

Com o apoio da torcida, o Arsenal melhorou e foi para cima nos minutos finais, encurralando o Chelsea, que não escondia o desejo de manter o empate. Mourinho chegou a tirar o atacante Fernando Torres para colocar o zagueiro David Luiz. A retranca deu certo e o resultado se arrastou até o final.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da proibição de rodeios em JF, conforme prevê projeto em tramitação na Câmara?