Publicidade

11 de Dezembro de 2013 - 11:25

Por Adriana Fernandes - Agencia Estado

Compartilhar
 

Depois das denúncias de suposto desvio de recursos em contratos relativos à assessoria de imprensa do Ministério do Fazenda, o assessor de comunicação do ministro da Fazenda, Guido Mantega, Guilherme Barros, deixou a empresa Partners, que presta serviço para o órgão. O contrato da empresa não deverá ser renovado, segundo apurou o

Barros foi nomeado assessor especial do ministro Mantega, um cargo comissionado do quadro de servidores do órgão. A sua nomeação foi publicada hoje no Diário Oficial da União, que traz também a exoneração do ex-chefe do gabinete de Mantega Marcelo Fiche, envolvido nas denúncias publicadas, em novembro, pela Revista Época.

Fiche e outro ex-assessor do gabinete de Mantega, Humberto Alencar, são acusados de terem recebido propina em um contrato do Ministério da Fazenda com a empresa Partners. Desde o início do ano, a empresa presta serviço de assessoria de imprensa para o Ministério da Fazenda.

A Polícia Federal abriu inquérito para investigar o caso de Fiche e Humberto, que, após período de férias recentes, foram exonerados do cargo. A Comissão de Fiscalização e Controle do Senado aprovou ontem requerimento de convite para que Fiche e Alencar expliquem as denúncias.

A Comissão também aprovou convite para ouvir uma ex-funcionária da empresa de comunicação Partners para prestar esclarecimentos sobre o ocorrido. Era ela quem, segundo a revista, fazia a intermediação dos repasses de dinheiro. Por se tratar de convite, os dois ex-assessores não são obrigados a comparecer ao Senado.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você participa das celebrações da Semana Santa?