Publicidade

05 de Dezembro de 2013 - 09:19

Por Célia Froufe e Eduardo Cucolo - Agencia Estado

Compartilhar
 

O Comitê de Política Monetária (Copom) aumentou a projeção com a qual trabalha para o câmbio em seu cenário de referência, aquele que considera variáveis como Selic e dólar estável por um período de tempo específico ou "todo horizonte relevante". De acordo com a ata da reunião do Copom que decidiu elevar a taxa básica de juros de 9,50% para 10,00% ao ano, a projeção considerada para o dólar passou de R$ 2,20 para R$ 2,30. O documento do encontro, que ocorreu na quarta-feira da semana passada, foi divulgado nesta quinta-feira, 05, pelo Banco Central.

Naquele dia da decisão do BC, o dólar à vista fechou cotado a R$ 2,3180. No encontro do Copom de julho, o colegiado trabalhava com uma taxa de câmbio de R$ 2,25 e, no de agosto, subiu a cotação de referência para R$ 2,40. No documento de outubro, o comitê usou uma cotação menor, de R$ 2,20.

Segundo o último relatório de mercado Focus, o dólar deve encerrar 2013 cotado a R$ 2,30. Conforme o documento divulgado nesta quinta o BC passou a adotar como referência uma taxa básica de juros de 9,50% ao ano. Na ata anterior, a Selic levada em consideração era de 9,00% ao ano.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da proibição de rodeios em JF, conforme prevê projeto em tramitação na Câmara?