Publicidade

27 de Dezembro de 2013 - 13:37

Por Ricardo Gozzi - Agencia Estado

Compartilhar
 

Os ativistas do grupo ambientalista Greenpeace beneficiados por uma anistia concedida pelo governo russo começaram a deixar Moscou nesta sexta-feira.

A brasileira Ana Paula Maciel recebeu hoje autorização do Serviço Federal de Imigração para deixar a Rússia, informa o Greenpeace Brasil em sua página na internet.

A autorização do Serviço Federal de Imigração era o último obstáculo para que Ana Paula e outros 25 ativistas estrangeiros do Greenpeace pudessem deixar a Rússia.

A expectativa é de que Ana Paula embarque para o Brasil ainda hoje e chegue a tempo de passar o ano-novo com sua família em Porto Alegre.

Ana Paula e outras 29 pessoas foram presas em setembro durante um protesto do Greenpeace contra uma plataforma de exploração de petróleo de uma empresa estatal russa no Oceano Ártico.

Os ativistas chegaram a ser acusados de pirataria, mas tiveram as acusações alteradas para vandalismo antes da aprovação da anistia que os permitiu sair da prisão.

"Deixo a Rússia da mesma maneira como entrei: de cabeça erguida e com a consciência limpa", disse Ana Paula, segundo nota distribuída pelo Greenpeace Brasil.

"Temos a convicção de que fizemos o bem para proteger o planeta para esta e as futuras gerações. É uma vergonha um país permitir que tamanha injustiça tenha acontecido para defender os interesses das empresas de petróleo", prosseguiu.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?