Publicidade

11 de Março de 2014 - 06:49

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

De forma suada e na base da garra e emoção, o Atlético Mineiro sofreu muito, mas conseguiu ganhar de virada o clássico contra o América-MG por 3 a 2, neste domingo, no estádio Independência, em Belo Horizonte, pela sétima rodada do Campeonato Mineiro. Depois de sair perdendo por 2 a 0 no primeiro tempo, com falhas grotescas da defesa, o time alvinegro se superou na segunda etapa para obter a vitória.

O resultado positivo no clássico conduziu o Atlético ao G4 do Estadual - grupo dos quatro primeiros colocados que se classificam às semifinais. Com 11 pontos, o time está agora na terceira posição. Tem dois a menos que o vice-líder Boa, que tem uma partida a menos, e seis a menos que o líder Cruzeiro. Já o América-MG luta para evitar o rebaixamento - está em nono com cinco pontos, mesma pontuação do Villa Nova, hoje na zona da degola.

O jogo começou bem complicado para o Atlético, que tinha a imensa maioria da torcida no Independência. Convocado para defender a seleção da Argentina no amistoso contra a Romênia em 5 de março, o zagueiro Otamendi falhou feio na saída de bola, aos 5 minutos, e Obina marcou o primeiro do América-MG. Ídolo no time alvinegro, o centroavante não comemorou o gol. Fez o mesmo no segundo, aos 51, ao tocar para as redes após escanteio em que o goleiro Victor passou direto pela bola dentro da pequena área.

Na segunda etapa, a virada atleticana foi comandada por Diego Tardelli. Aos 9 minutos, aproveitou cruzamento da direita e, na primeira trave, tocou para o gol antes do zagueiro e do goleiro Matheus. Aos 18, o atacante cruzou da ponta direita para Fernandinho cabecear no travessão e, no rebote, Jô completar de cabeça. E, aos 27, Tardelli decretou a virada em boa jogada individual.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que campanha corpo-a-corpo ainda dá voto?