Publicidade

17 de Dezembro de 2013 - 10:39

Por Ricardo Chapola - Agencia Estado

Compartilhar
 

Cerca de 20 militantes do PSOL promoveram nesta segunda-feira, 16, um protesto em frente à sede do Metrô para cobrar investigações na Assembleia Legislativa de São Paulo e na Câmara dos Deputados sobre a formação de cartel no setor metroferroviário paulista entre 1998 e 2008 - durante governos do PSDB.

Os manifestantes lavaram a calçada em frente ao prédio, no centro. O cartel dos trens é alvo de investigações nos âmbitos criminal, cível e administrativo.

As investigações em curso envolvem ex-dirigentes do Metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), ex-diretores de empresas multinacionais e políticos.

Enquanto alguns militantes do PSOL varriam com água e sabão a calçada da frente do prédio, outros seguravam faixas com os dizeres "Exigimos apuração do trensalão tucano".

A manifestação contou com a presença de três parlamentares da legenda: o deputado estadual Carlos Giannazi, o deputado federal Ivan Valente e o vereador Toninho Vespoli.

A Câmara Municipal de São Paulo é a única Casa legislativa com uma comissão para apurar o caso. Criada com outro propósito, a CPI dos Transportes colocou o cartel na pauta depois que o tema tomou o noticiário. A comissão é presidida pelo PT. As informações são do jornal

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você participa das celebrações da Semana Santa?