Publicidade

03 de Dezembro de 2013 - 09:11

Por Jamil Chade, correspondente - Agencia Estado

Compartilhar
 

A percepção mundial sobre a corrupção no Brasil piorou em 2013 de acordo com a classificação da entidade Transparência Internacional. Entre 177 países avaliados, o País caiu três posições, da 69.ª para a 72.ª colocação no ranking que mede justamente as economias mais limpas do mundo.

O ranking, que será publicado hoje, é o principal termômetro usado por instituições internacionais como uma base para medir a corrupção nos países, além de avaliar possibilidades de investimento e a credibilidade do sistema político. Quanto mais alto na classificação, mais "limpo" seria o país. O índice de percepção da corrupção é realizado a partir de oito pesquisas separadas, conduzidas com empresários, investidores e especialistas.

Neste ano, o ranking trouxe o Brasil com 42 pontos. No ano passado, o saldo da avaliação era um pouco melhor - o País somava 43 pontos. De acordo com a metodologia da entidade, países com uma pontuação abaixo de 50 teriam uma situação de corrupção considerada "grave".

Quanto mais alta a pontuação, mais "limpo" o país. Para Alejandro Salas, representante da Transparência Internacional, o resultado da pesquisa "não é nada bom para o Brasil". "O País se apresenta como uma das principais economias do mundo e quer ocupar uma posição geopolítica importante. Não é uma boa notícia que fique na parte inferior do ranking", afirmou. As informações são do jornal

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você participa das celebrações da Semana Santa?