Publicidade

06 de Dezembro de 2013 - 14:19

Por - Agencia Estado

Compartilhar
 

Um auxiliar do tio do líder norte-coreano Kim Jong-Un pediu asilo à Coreia do Sul após ter fugido de seu país antes de um expurgo da liderança de Pyongyang.

Autoridades sul-coreanas acreditam que o fugitivo pode ter gerenciado recursos para Jang Song-Thaek, tio de Kim que até a semana passada era considerado o regente político do líder norte-coreano, informou a emissora de televisão a cabo YTN, citando fontes da inteligência.

Segundo o canal, ele também pode ter informações sobre fundos secretos controlados pela família de Kim. De acordo com as informações, o homem teria saído de Pyongyang dois meses atrás e está no momento sob proteção de agentes da inteligência sul-coreana na China, enquanto espera um voo para Seul.

A agência de espionagem sul-coreana e o Ministério da Unificação, também ligado a Seul, recusaram-se a confirmar as informações.

O Serviço Nacional de Inteligência (SNI) da Coreia do Sul disse a um comitê parlamentar, na terça-feira, que acredita que o tio de Kim tenha sido destituído de seu cargo e que duas pessoas ligadas a ele tenham sido executadas. A YTN disse que o auxiliar fugiu após descobrir que Jang foi exonerado.

Na quinta-feira, a agência de notícias Yonhap informou que o embaixador da Coreia do Norte na Malásia, Jang Yong-Chol fora chamado após a aparente exoneração de Jang.

A esposa e dos dois filhos do embaixador foram vistos na quinta-feira antes de embarcarem num voo na cidade chinesa de Shenyang com destino a Pyongyang, disse a Yonhap, citando várias testemunhas. Segundo a agência o embaixador, que é sobrinho de Jang, pode ter sido convocado antes da viagem de sua família.

A aparente exoneração de Jang merece particular atenção tendo em vista seu importante papel na garantia da sucessão de Kim após a morte de seu pai, Kim Jong-il. Fonte: Dow Jones Newswires.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?