Publicidade

16 de Dezembro de 2013 - 15:55

Por Eduardo Rodrigues - Agencia Estado

Compartilhar
 

A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 383 milhões na segunda semana de dezembro, de acordo com dados divulgados nesta segunda-feira, 16, pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Entre os dias 9 e 15 deste mês, as exportações somaram US$ 4,896 bilhões, enquanto as importações totalizaram US$ 4,513 bilhões. Desde o início de dezembro, o superávit comercial brasileiro é de US$ 108 milhões, saldo de US$ 9,084 bilhões em embarques e US$ 8,976 bilhões em compras do exterior.

Com isso, o resultado acumulado no ano se inverteu na semana passada, sendo agora de um pequeno superávit de US$ 15 milhões. De janeiro até a segunda semana de dezembro as exportações somam US$ 230,416 bilhões, enquanto as importações totalizam US$ 230,401 bilhões.

A média diária de exportações das duas primeiras semanas de dezembro deste ano foi 8% inferior à média de embarques diários do mesmo mês de 2012, de acordo com o ministério. Até o dia 15 deste mês, a média de vendas foi de US$ 908,4 milhões ao dia, ante US$ 987,4 milhões em todo o mês de dezembro no ano passado.

A maior diferença ocorreu nas exportações de produtos básicos, com retração de 15,6% (de US$ 464 milhões para US$ 391,5 milhões), por conta de algodão em bruto, café em grãos, petróleo em bruto, milho em grãos, carnes de frango e suína, além de minério de ferro. Em bens intermediários, a queda foi de 2,2% (de US$ 137 milhões para US$ 134 milhões), em razão de açúcar em bruto e ouro em forma semimanufaturada. Já em manufaturados, a redução foi de 1,7% (de US$ 367,1 milhões para US$ 361,1 milhões), por causa de óleos combustíveis, bombas e compressores, açúcar refinado, autopeças, laminados planos, óxidos e hidróxidos de alumínio e pneumáticos.

Na comparação com a média diária de exportações de novembro deste ano (US$ 1,043 bilhão por dia), a queda na média de embarques nos 15 primeiros dias de dezembro foi de 12,9%. Nesse comparativo, a maior retração ocorre em produtos industrializados, com redução de 17,8% (de US$ 439,0 milhões para US$ 361,1 milhões), seguida pela queda de 14,2% em básicos (US$ 456,5 milhões para US$ 391,5 milhões). Já em bens intermediários, as duas primeiras semanas de dezembro trouxeram um aumento de 7,9% em relação à média do mês anterior (de US$ 124,2 milhões para US$ 134,0 milhões).

A média diária de importações em dezembro até a segunda semana (US$ 897,6 milhões) ficou 2,6% acima da média apurada em todo o mês de dezembro de 2012 (US4 875,3 milhões), mas 6,1% abaixo da registrada em novembro deste ano (US$ 956,1 milhões).

Na comparação com a média diária de dezembro do ano passado, aumentaram os gastos com farmacêuticos (+31,4%), siderúrgicos (+28,9%), aparelhos eletroeletrônicos (+27,1%), plásticos e obras (+23,6%), equipamentos mecânicos (+16,6%) e instrumentos de ótica e precisão (+8,8%). Em relação à média de novembro deste ano, caíram as compras de combustíveis e lubrificantes (-36,5%), químicos orgânicos e inorgânicos (-19,1%), aparelhos eletroeletrônicos (-11,2%), siderúrgicos (-2,8%), veículos automóveis e partes (-2,5%) e plásticos e obras (-2,5%).

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a multa para o consumidor que desperdiçar água, conforme anunciou o Governo de São Paulo?