Publicidade

18 de Dezembro de 2013 - 12:31

Por Anne Warth e Eduardo Cucolo - Agencia Estado

Compartilhar
 

O chefe do Departamento Econômico do Banco Central (BC), Tulio Maciel, disse que a instituição projeta um crescimento das exportações maior que o das importações em 2014. A previsão para as vendas externas é de uma alta de 6%, enquanto as importações devem aumentar 2,5%. "Esperamos um cenário global melhor, com perspectivas melhores para Europa e Estados Unidos, e isso tende a se refletir nas nossas exportações", afirmou. A projeção do BC para o balança comercial em 2014 é de um superávit de US$ 10 bilhões.

Maciel destacou ainda que a taxa de câmbio está mais desvalorizada. Como essa desvalorização está mais concentrada no segundo semestre, os impactos tendem a repercutir em 2014, disse Maciel. Segundo Maciel, no ano que vem, a conta petróleo não deve contribuir com um déficit da mesma magnitude que o verificado neste ano. Além disso, no próximo ano, a perspectiva é de início de operação de novas plataformas de petróleo. "O quadro para o setor é melhor em 2014 quando comparado a 2013."

Maciel disse ainda que a conta de serviços deve crescer 9%, abaixo dos que os 15% verificados em 2013. A principal influência no resultado vem das viagens internacionais, que cresceu 20% ao longo de 2013, recuou para 14% em novembro e deve aumentar apenas 2% em 2014. O BC espera, além da moderação nos gastos com viagens internacionais, um ingresso maior de recursos com os turistas estrangeiros que virão assistir aos jogos da Copa do Mundo. Maciel não deu, porém, nenhuma projeção para essa receita.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da proibição de rodeios em JF, conforme prevê projeto em tramitação na Câmara?