Publicidade

07 de Janeiro de 2014 - 06:25

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, entrou em contato por telefone com o primeiro-ministro do Iraque, Nuri al-Maliki, e um líder sunita que costuma criticar frequentemente o premiê, para demonstrar a preocupação dos Estados Unidos em relação a crescente onda de violência no país árabe.

Enquanto o premiê iraquiano pediu nesta segunda-feira que os residentes e as tribos de Faluya expulsem os combatentes da al Qaeda para evitar uma batalha generalizada, Biden reforçou o apoio do governo norte-americano na luta do Iraque contra os integrantes locais da al Qaeda.

"O primeiro-ministro Maliki ressaltou a importância de trabalhar em estreita colaboração com os líderes e as comunidades sunitas do Iraque para isolar os radicais", disse a Casa Branca em comunicado o presidente do parlamento iraquiano, Osama al-Nujaifi, um líder sunita que se opõe ao governo de Maliki. Al-Nujaifi disse que está comprometido na luta contra o terrorismo, acrescentou a Casa Branca.Fonte: Associated Press.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que os resultados do programa "Olho vivo" vão inibir crimes nos locais onde estão as câmeras?