Publicidade

08 de Dezembro de 2013 - 19:24

Por Marcio Dolzan - Agencia Estado

Compartilhar
 

Contando com o apoio da torcida, que compareceu em bom número ao Maracanã, o Botafogo fez a sua parte, venceu o Criciúma por 3 a 0 e manteve vivo o sonho de disputar a Copa Libertadores do próximo ano. Isso porque o resultado, somado à derrota do Goiás no Serra Dourada, alçou o time à quarta colocação do Brasileirão.

O clube agora precisa torcer contra a Ponte Preta na final da Copa Sul-Americana, na próxima quarta-feira, na Argentina. Se a Ponte ficar com o título internacional, o G4 do Brasileirão será reduzido para G3, excluindo automaticamente o Botafogo da Libertadores de 2014.

Botafogo e Criciúma entraram em campo neste domingo brigando por pontos. Enquanto o time carioca precisava da vitória para se manter na disputa por uma vaga à Libertadores, o Criciúma precisava de ao menos um empate para acabar com qualquer chance de rebaixamento à Série B.

Desde o início, o Botafogo se mostrou mais disposto. Apesar de jogar apenas com Elias mais avançado, o time carioca era quem tinha mais vocação ofensiva, graças à chegada do trio Rafael Marques, Seedorf e Lodeiro.

Mesmo assim, as melhores chances de gol do primeiro tempo vieram mesmo na bola parada. E foi numa delas, aos 9 minutos, que Lodeiro abriu o marcador. Em cobrança de falta ao lado da área, pela direita de ataque, o uruguaio bateu à meia altura, a bola desviou na barreira, desviou no zagueiro e entrou à esquerda de Galatto.

Na etapa final o panorama seguiu o mesmo. O Botafogo manteve maior volume de jogo e produção ofensiva. Elias, que tivera um gol anulado na etapa inicial, teve outro nos 45 minutos finais. Aos 22, porém, o atacante aproveitou rebote após cobrança de falta e ampliou. Seedorf, aos 42, fechou o placar de cabeça aparando cruzamento de Júlio Cesar.

Apesar da derrota, o Criciúma mantém chances de seguir na elite do futebol brasileiro. O time catarinense ainda depende do jogo entre Atlético-PR e Vasco para conhecer seu futuro. Para seguir na Série A, o Criciúma torce por um empate ou derrota dos cariocas. Este duelo terminará com atraso de mais de uma hora por causa da briga generalizada entre as duas torcidas, em Joinville.

FICHA TÉCNICA:

BOTAFOGO 3 x 0 CRICIÚMA

BOTAFOGO - Jefferson; Edílson, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Gabriel, Renato, Seedorf (Hyuri), Lodeiro e Rafael Marques (Lima); Elias (Bruno Mendes). Técnico: Oswaldo de Oliveira.

CRICIÚMA - Galatto; Sueliton, Ewerton Páscoa, Matheus Ferraz e Marlon; Serginho (Luizinho Mello), Bruno Renan, João Vitor,e Ricardinho (Leandro Brasília); Lins e Wellington Paulista (Douglas). Técnico: Argel Fucks.

GOLS - Lodeiro, aos 9 minutos do primeiro tempo. Elias, aos 22, e Seedorf, aos 42 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Ewerthon Páscoa, Serginho; Rafael Marques.

CARTÃO VERMELHO - João Vítor.

ÁRBITRO - Paulo César de Oliveira (Fifa/SP).

RENDA - R$ 522.105,00.

PÚBLICO - 28.340 pagantes (34.354 no total).

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você tem percebido impacto positivo das operações policiais nas ruas da cidade?