Publicidade

19 de Dezembro de 2013 - 11:34

Por André Magnabosco - Agencia Estado

Compartilhar
 

A indústria brasileira exportou 675 mil toneladas de celulose no mês de novembro, de acordo com dados preliminares da Associação Brasileira de Celulose e Papel (Bracelpa), divulgados nesta quinta-feira. O montante representa uma retração de 7% em relação ao total vendido no mercado externo em igual mês de 2012. Na comparação com outubro de 2013, o indicador preliminar divulgado hoje tem queda de 23,5%.

O mesmo sinal negativo foi registrado nas importações e nas vendas domésticas de celulose. As compras internacionais do insumo utilizado na fabricação de papéis totalizaram 35 mil toneladas, retração de 10,3% em relação a novembro de 2012. Já as vendas domésticas encolheram 2,1% e totalizaram 137 mil toneladas em igual período de coleta de dados.

A despeito da retração do volume comercializado, a produção de celulose em novembro atingiu 1,290 milhão de toneladas, alta de 9,3% em relação ao mesmo período de 2012. A variação reflete principalmente o início das operações da fábrica da Eldorado em Três Lagoas (MS), ocorrido no final de 2012.

No acumulado de janeiro a novembro, os indicadores da Bracelpa mostram dados mais favoráveis. As exportações de celulose somaram 8,533 milhões de toneladas, incremento de 11,5% em relação ao mesmo intervalo acumulado do ano passado. A produção, por sua vez, cresceu 7,5%, para 13,729 milhões de toneladas.

As exceções ficaram com as vendas domésticas, que encolheram 0,7%, para 1,507 milhão de toneladas, e das importações, com retração de 3,6%. As compras internacionais, basicamente de celulose de fibra longa, somaram 402 mil toneladas entre janeiro e novembro.

Os dados da Bracelpa mostram que a receita obtida pelas fabricantes brasileiras com a exportação de celulose totalizou US$ 4,701 bilhões (preço FOB) nos 11 primeiros meses do ano, uma expansão de 11,7% em relação a igual período de 2012.

O principal destino de vendas da celulose brasileira continua sendo a Europa, com um total de US$ 1,917 bilhão. O montante, contudo, representa uma queda de 0,7% em bases anuais. As vendas para a China, segundo maior consumidor da celulose brasileiro, totalizaram US$ 1,395 bilhão, incremento de 23,7% em igual comparação. A maior expansão deste ano é registrada no mercado da América Latina, com alta de 78,1% e um montante total de US$ 57 milhões.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a multa para o consumidor que desperdiçar água, conforme anunciou o Governo de São Paulo?