Publicidade

13 de Dezembro de 2013 - 23:00

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

A seleção brasileira feminina de handebol enfrentou nesta sexta-feira seu mais duro desafio até aqui no Campeonato Mundial da Sérvia, e mostrou porque é uma das fortes candidatas a medalha. Diante das poderosas dinamarquesas, o Brasil impôs seu ritmo no início e conseguiu uma importante vitória por 23 a 18, resultado que lhe garantiu a liderança do Grupo B.

Ao fim da primeira fase, a seleção tem 10 pontos, com cinco vitórias em cinco partidas. Com isso, as comandadas do técnico Morten Soubak enfrentarão a Holanda, que terminou na quarta posição da chave A. O confronto de oitavas de final acontecerá na próxima segunda-feira.

Diante daquela que tradicionalmente é considerada uma das grandes forças do handebol feminino, a Dinamarca, as brasileiras deram uma mostra da evolução da modalidade no País. Logo de início, estabeleceram uma vantagem confortável no placar, com um estilo de jogo muito veloz. Depois, conseguiram administrar a diferença com capacidade.

Além de ter contado com boas exibições de Alexandra Nascimento, melhor jogadora do mundo em 2012, e Duda, que vem se destacando ao longo da competição, o Brasil mostrou que não precisa mesmo se preocupar quando o assunto é goleira. Depois de Mayssa mostrar todo seu potencial na partida diante da Sérvia, nesta sexta foi Babi que fechou o gol quando a Dinamarca ameaçava encostar.

A goleira foi uma das grandes responsáveis pela manutenção da invencibilidade da seleção brasileira. Até agora, a equipe passou por Argélia, na estreia, China, Sérvia, Japão e Dinamarca. Já apontado como uma das grandes forças do handebol, o País tenta agora melhorar o resultado do último Mundial, já que ficou em quinto em 2011, em São Paulo, e conquistar uma medalha inédita no torneio.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a multa para o consumidor que desperdiçar água, conforme anunciou o Governo de São Paulo?