Publicidade

06 de Dezembro de 2013 - 18:28

Por Marcelo Gomes - Agencia Estado

Compartilhar
 

A Anistia Internacional lançou nesta sexta-feira, 6, a edição 2013 da campanha Escreva por Direitos, que consiste no envio de cartas para autoridades governamentais com o objetivo de cobrar providências para episódios de violação de Direitos Humanos. A maratona de cartas ocorre até o dia 16 em dezenas de países. Este ano, o núcleo da organização não governamental (ONG) no Brasil selecionou para a campanha seis casos de desrespeito aos Direitos Humanos. Dois incidentes aconteceram em território nacional.

O segundo episódio envolve indígenas guarani-caiovás em Mato Grosso do Sul. Em setembro, 60 índios ocuparam um canavial que afirmam fazer parte das terras ancestrais, de onde teriam sido expulsos. Desde 1999, a comunidade vive acampada à beira da Rodovia BR-463, entre Dourados e Ponta Porã. Segundo a ONG, os indígenas têm sido ameaçados por seguranças contratados pelos atuais ocupantes das propriedades, que tentam expulsá-los de lá. Além disso, a Fundação Nacional do Índio (Funai) deveria ter concluído a demarcação das terras dos gurani-caiovás em 2010, mas até agora nada foi feito.

No Brasil, a campanha realizará atos para a coleta de cartas em 11 cidades: São Paulo, Rio, Niterói (RJ), Brasília, Salvador, Fortaleza, Curitiba, Belém, Manaus, Goiânia e Dourados (MS). Outras informações sobre os casos de violação de Direitos Humanos e a programação dos eventos podem ser consultadas em www.maratonadecartas.org.br. Procuradas pela reportagem, as assessorias de Cardozo e Wagner não se manifestaram até as 18 horas.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da proibição de rodeios em JF, conforme prevê projeto em tramitação na Câmara?