Publicidade

17 de Dezembro de 2013 - 15:43

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

A explosão de um carro bomba próximo a uma base do Hezbollah ao leste do Líbano nesta terça-feira deixou vários mortos, informaram autoridades. Entretanto, as informações sobre a explosão são conflitantes e o número total de mortos na região remota e desabitada não foi informado.

Agentes do Hezbollah isolaram a área horas após a explosão, dificultando estabelecer o que realmente aconteceu.

Este foi o primeiro ataque contra um posto do Hezbollah na região de Bekka ao leste do Líbano, após uma série de ataques à bomba a postos reforçados do Hezbollah no sul da capital libanesa.

Ainda nesta terça-feira, três foguetes explodiram na região noroeste de Hermel, também reduto do Hezbollah, sem provocar danos, informaram residentes.

As explosões parecem estar relacionadas com uma série de represálias ao papel do Hezbollah na guerra civil na vizinha Síria, onde membros do grupo lutam ao lado das tropas do presidente Bashar Assad. O grupo recebeu ameaças de retaliação por parte dos rebeldes sunitas que lutam para derrubar Assad, e grupos sunitas extremistas assumiram a responsabilidade por explosões ocorridas nos últimos dois meses e que deixaram dezenas de mortos.

A Agência Nacional de Notícias Libanesas informou que um homem-bomba detonou o veículo próximo da vila de Sbouba na região de Baalbek, cerca de dois quilômetros de uma base que pertence ao grupo de apoio ao governo iraniano. Ainda segundo a agência de notícias, a explosão resultou em um número indefinido de mortes entre membros do Hezbollah e civis. O exército libanês, em comunicado e a estação de TV Al-Manar - que pertence ao Hezbollah - disseram que um carro-bomba explodiu, e a Al-Manar acrescentou que a explosão resultou na morte de um número não específico de pessoas próximo ao "posto avançado de fronteira" para atiradores do Hezbollah.

A estação de TV disse que um comboio do Hezbollah com cinco carros estava estacionado na base quando o grupo avistou um carro estacionado próximo, aumentando as suspeitas. Eles disseram que várias pessoas morreram quando saíam de seus carros e que o veículo foi detonado remotamente. Fonte: Associated Press.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?