Publicidade

15 de Janeiro de 2014 - 09:40

Por Ricardo Della Coletta - Agencia Estado

Compartilhar
 

A Controladoria Geral da União (CGU) apontou pagamentos irregulares que somam R$ 2 milhões do Ministério da Saúde para a realização de uma mostra de epidemiologia em 2012, em Brasília. O prejuízo estimado pela controladoria se refere a desembolsos por serviços em quantidade maior do que o efetivamente prestado ou não executados.

Do montante, a CGU indica que a pasta comandada pelo ministro Alexandre Padilha poderia ter economizado cerca de R$ 636 mil só na locação direta do Centro de Convenções Ulysses Guimarães. A licitação teve como vencedora a F.J. Produções Ltda (atual GV2 Produções S/A). O valor total pago à empresa foi R$ 8,1 milhões, sendo R$ 1,1 milhão para locação do centro de convenções. Em nota, o Ministério da Saúde alegou que a contratação "atendeu a todos os aspectos legais" e diz ainda que - do "prejuízo potencial" restante de R$ 1,4 milhão indicado pela CGU - houve o ressarcimento de R$ 256 mil.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da adoção de medidas, como tarifas diferenciadas e descontos, para estimular a redução do consumo de água?