Publicidade

04 de Dezembro de 2013 - 16:19

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

A chef de cozinha e apresentadora de televisão Nigella Lawson admitiu nesta quarta-feira, em um tribunal britânico, que já fez uso de cocaína diversas vezes. Ela negou, porém, o uso habitual de drogas e acusou seu ex-marido de espalhar essa alegação para prejudicar sua reputação.

Segundo Nigella, seu ex-marido, o empresário Charles Saatchi, ameaçou destruí-la se ela não limpasse seu nome, após ele ter sido fotografado segurando seu pescoço na saída de um restaurante em Londres. A imagem foi amplamente divulgada e levou ao divórcio do casal.

"Ele disse a todo mundo que estava tirando cocaína do meu nariz no restaurante e ele sabe que isso é mentira", disse a chef, no julgamento de duas ex-funcionárias acusadas de utilizarem os cartões de crédito do antigo casal.

A cobertura do julgamento, porém, tem focado mais no fim do casamento de dez anos de Nigella. Os advogados dos réus afirmaram que Nigella ignorou os gastos das funcionárias com seu cartão de crédito em troca do silêncio sobre o uso de drogas.

Nigella acusou seu ex-marido de fazer "alegações falsas de que eu era uma usuária habitual de drogas" que cheirava cocaína diariamente. "Pessoas que fazem isso são muito mais magras do que eu. Eu nunca fui viciada em drogas e nem uma usuária habitual", disse ela.

A chef disse que usou cocaína meia dúzia de vezes com seu primeiro marido, John Diamond, quando ele estava morrendo devido a um câncer terminal. Depois, ela usou a droga mais uma vez em julho de 2010. "Nessa época me senti sujeita a atos de terror" de Saatchi, disse ela. "Um amigo me ofereceu cocaína e eu aceitei. Isso me assustou muito."

Nigella disse ainda que estava relutando em depor porque ela já havia sido sujeita a uma campanha de "bullying e abuso" por parte de seu ex-marido, de quem ela se divorciou em julho, após o incidente no restaurante. "Ele me disse desde o início que, se eu não voltasse para ele e limpasse seu nome, ele me destruiria", contou.

As ex-funcionárias de Nigella - duas irmãs italianas - são acusadas de usarem cartões de crédito, emprestados a elas para despesas da casa, e gastarem mais de US$ 1 milhão em roupas de luxo, acessórios e hospedagens em hotéis. Fonte: Associated Press.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?