Publicidade

14 de Dezembro de 2013 - 15:00

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

O Chelsea aproveitou o duelo contra o penúltimo colocado Crystal Palace, venceu neste sábado e assumiu a vice-liderança provisória do Campeonato Inglês. Em casa, os comandados de José Mourinho tiveram bastante dificuldade, mas conseguiram o triunfo por 2 a 1, resultado que fez com que o time ultrapassasse o Liverpool, que ainda atua por essa 16.ª rodada.

O Chelsea subiu para 33 pontos, contra 32 do Liverpool e 35 do líder Arsenal. No dia 23, segunda-feira, o duelo será justamente contra o Arsenal e pode dar a ponta ao time de Stamford Bridge. Já o Crystal Palace parou nos 13 pontos e está à frente apenas do Sunderland e do Fulham na classificação.

Neste sábado, os visitantes entraram fechados, buscando um contra-ataque para tentar a vitória. Mas foi o Chelsea que abriu o placar. Aos 16 minutos, o brasileiro Willian recebeu na intermediária, cortou para o meio e bateu. O goleiro conseguiu o desvio, mas a bola bateu na trave e sobrou para Fernando Torres marcar.

Em um de seus poucos ataques, o Crystal Palace empatou aos 29. Após cruzamento, Chamakh desviou para o gol. Não deu nem tempo para comemorar, porque sete minutos depois o brasileiro Ramires voltou a colocar o Chelsea em vantagem. Ele recebeu de Hazard, ajeitou e bateu no ângulo direito, marcando bonito gol e selando o placar.

Também na parte de cima da tabela, o Everton derrotou o Fulham e chegou a 29 pontos, em quarto. Em casa, a equipe de Liverpool venceu por 4 a 1, com os gols de Osman, Coleman, Barry e Mirallas. Barbatov, de pênalti, descontou para os visitantes, que estão na 19.ª posição, dentro da zona de rebaixamento, com 13 pontos.

Em outras partidas da rodada, o Newcastle não passou de um empate em 1 a 1 com o Southampton, mesmo atuando em casa. Também empatada, mas em 0 a 0, terminou a partida entre West Ham e Sunderland, em Londres.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com o TJ, que definiu que táxi não pode ser repassado como herança?