Publicidade

14 de Dezembro de 2013 - 19:24

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

A vitória de Michelle Bachelet nas eleições presidenciais do Chile está quase certa, mas ela enfrentará um País diferente quando retornar ao poder. Michelle Bachelet e Evelyn Matthei disputam, neste domingo, o segundo turno.

A promessa de manter a economia estável com justiça social, feita em 2006, dificilmente será suficiente agora. Milhões de chilenos foram às ruas para pedir reforma eleitoral, educacional e fiscais, uma nova constituição, e o fim da privatização da água, todas heranças da ditadura do general Augusto Pinochet, de 1973 até 1990.

Mesmo se ela manter a promessa de elevar impostos dos ricos para financiar a educação gratuita, os manifestantes devem pressionar por mais reformas durante os quatro anos do mandato.

A eleição no Chile começa neste domingo, às 8h (às 9h no horário de Brasília) e segue até Às 18h. No primeiro turno, Michelle Bachelet ficou com 46,6% dos votos e a ex-ministra do Trabalho, Evelyn Matthei, teve 25,1%. Fonte: Associated Press.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com o TJ, que definiu que táxi não pode ser repassado como herança?