Publicidade

11 de Março de 2014 - 06:44

Por - Agencia Estado

Compartilhar
 

O Ministério de Meio Ambiente da China informou neste domingo que enviou inspetores para Pequim e outras regiões do país para verificar indústrias poluidoras e construções em andamento por causa da forte poluição atmosférica.

Vinte grupos vão inspecionar fábricas - dentre elas as que produzem aço, carvão, vidro e cimento -, em Pequim, na cidade de Tianjin e na província de Hebei, assim como em áreas próximas, disse o Ministério.

Os grupos irão analisar as respostas dos governos locais à má qualidade do ar nos últimos dias e qualquer violação deverá ser comunicada à população.

O governo está ansioso para promover uma melhora visível nas condições do ar no país, que provoca descontentamento entre os cidadãos e prejudica a imagem do país no exterior.

Embora indústrias altamente poluidoras tenham padrões de emissão, eles não são necessariamente respeitados. Além disso, governos locais tendem a favorecer projetos bastante poluidores que possam gerar crescimento econômico.

Shijiazhuang, capital da província de Hebei, ordenou neste domingo que 20% dos veículos particulares saíssem das ruas em áreas urbanas, com base nos números de suas placas, informou a agência oficial de notícias Xinhua.

Na sexta-feira, Pequim elevou seu alerta sobre poluição para o segundo nível mais alto pela primeira vez, o que significa que algumas fábricas tiveram de suspender ou reduzir a produção e que trabalhos de demolição, churrascos e fogos de artifício estavam proibidos. O alerta continuava em vigor neste domingo.

Caminhões pulverizavam água nas ruas de Pequim, como parte da limpeza da cidade e um número maior de pessoas usavam máscaras.

Segundo a Xinhua, quase todas as províncias da região central e leste do país apresentam sérios problemas com poluição desde sexta-feira. Pequim e outras cinco províncias ao norte e leste informaram a formação de "smog", que são nevoeiros com fumaça.

O Centro Nacional de Meteorologia informou que até quinta-feira as condições do clima não devem ajudar na dispersão dos poluentes. Fonte: Associated Press.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que campanha corpo-a-corpo ainda dá voto?