Publicidade

30 de Dezembro de 2013 - 01:54

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

A Comissão Central para Inspeção da Disciplina do Partido Comunista da China disse no domingo que lançou uma investigação contra uma fraude eleitoral na cidade de Hengyang, localizada na província de Hunan, conforme publicado pela Xinhua News.

A investigação envolve 431 membros do partido e funcionários do governo. A legislatura provincial disse no mesmo dia que 56 legisladores eleitos ofereceram 110 milhões de yuans em suborno para 518 legisladores e outras 68 pessoas do quadro de funcionários. Todos os 56 legisladores foram dispensados e 512 renunciaram após o escândalo. Fonte: Market News International.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você participa das celebrações da Semana Santa?