Publicidade

12 de Janeiro de 2014 - 20:45

Por - Agencia Estado

Compartilhar
 

A chuva forte que atingiu a cidade de São Paulo na tarde deste domingo, 12, deixou árvores caídas e prejudicou ainda mais a situação dos semáforos. Ao menos oito árvores caíram, segundo dados da Prefeitura. As zonas oeste e norte foram as que mais tiveram casos de árvores derrubadas. Não há informações sobre pessoas feridas. Ao todo, 74 semáforos apresentaram problemas e sete pontos de alagamento se formaram até as 20h - o temporal começou por volta das 17h35.

Uma das árvores atingiu um carro na altura do número 1.400 da Rua Capote Valente, em Pinheiros, na zona oeste da capital paulista. Ninguém se feriu, mas a árvore, de grande porte, bloqueava totalmente os dois sentidos da via por volta das 18h30.

Outra árvore caiu na altura do número 10 da Rua Tarcon, em Perus, na zona norte, segundo a Prefeitura. Já a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrou quedas de árvores na Avenida Sumaré (esquina com a Rua Vanderlei), na zona oeste, na altura do número 399 da Avenida Rio Branco, no centro, na Avenida Raimundo Pereira de Magalhães, 16.000, na zona norte, na Rua Padre Carvalho, 120, na zona oeste, na Estrada São Paulo-Jundiaí, na zona norte, e na Rua Juatuba, 99, na zona oeste.

Até por volta das 19h30 de domingo, 44 semáforos estavam apagados nas ruas da cidade. Alguns deles já estavam sem funcionar desde antes do temporal, mas parte dos equipamentos desligou depois da chuva. Caso dos equipamentos que ficam na Rua Heitor Penteado, na esquina com a Rua Cayowaa. No centro, o farol da esquina da Rua da Consolação com a Avenida São Luís também queimou.

Outros aparelhos sem energia estavam na Avenida Cassandoca, na Mooca, na zona leste, e na Avenida Rebouças, esquina com a Rua Oscar Freire, no Jardim Paulista, na zona oeste.

Também havia 30 semáforos funcionando com a luz amarela piscando. Entre eles, havia equipamentos na esquina da Rua Aurora com a Avenida Vieira de Carvalho, no centro, e na Avenida Rio Branco, esquina com a Rua General Osório, também na região central.

Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da Prefeitura, sete pontos de alagamentos se formaram nas ruas da cidade, cinco deles no centro. Um deles, no túnel que liga as Avenidas Paulista e Doutor Arnaldo, estava intransitável por volta das 19h20.

Os outros todos eram transitáveis. Eles se formaram na Avenida 9 de Julho, na Praça da Bandeira, no Parque do Anhangabaú e na Avenida São João.

Na zona sul, houve o registro de alagamento na Avenida das Nações Unidas, sentido Interlagos. Já na zona norte, a Avenida Cruzeiro do Sul teve alagamento perto da Rua João Pacheco.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da liberação da maconha para uso medicinal?