Publicidade

10 de Dezembro de 2013 - 15:37

Por Jamil Chade - Agencia Estado

Compartilhar
 

O Comitê Olímpico Internacional (COI) está preocupado com a falta de coordenação entre os organizadores dos Jogos de 2016, no Rio, e o governo federal. Nas próximas semanas, o novo presidente da entidade, Thomas Bach, viajará à capital carioca e a Brasília para se reunir com a presidente Dilma Rousseff para pedir um maior envolvimento do governo na organização do evento.

"O que será crucial e essencial no caso do Rio é garantir uma cooperação entre os diferentes níveis de governo e com o comitê organizador", declarou Bach, nesta terça-feira, em uma entrevista coletiva. "Para garantir isso, eu vou viajar com uma delegação a Brasília e Rio antes dos Jogos de Sochi para falar com a presidente Dilma e outros níveis do governo para garantir e encorajar cooperação entre esses entidades", disse o presidente do COI.

Bach, porém, reconheceu que o Rio exibiu um "grande progresso" com relação ao plano de organização do evento e no que se refere à infraestrutura, mas destacou que a cobrança precisa existir por parte do COI. "Isso é necessário para ter um evento com sucesso e atender os prazos", defendeu.

O presidente do COI também alertou nesta terça-feira que o Rio não pode perder um só dia nesta sua corrida contra o tempo para conseguir organizar com sucesso a próxima Olimpíada. "Ao mesmo tempo, temos que reconhecer que não há nenhum momento para perder e que todo esforço tem de ser feito todos os dias em obras de construção e infraestrutura para levar os trabalhos adiante", disse.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da proibição de rodeios em JF, conforme prevê projeto em tramitação na Câmara?