Publicidade

30 de Dezembro de 2013 - 14:37

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, garantiu nesta segunda-feira ter total confiança de que as autoridades russas vão garantir que os Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi, marcados para fevereiro de 2014, serão seguros, apesar dos recentes ataques na cidade de Volgogrado, ocorridos no último domingo e nesta segunda-feira.

"Eu, pessoalmente, escrevi ao Presidente da Federação Russa, Vladimir Putin, para expressar as nossas condolências ao povo russo e nossa confiança de que as autoridades russas vão realizar Jogos seguros e protegidos em Sochi. Tenho certeza de que tudo será feito para garantir a segurança dos atletas e de todos os participantes dos Jogos Olímpicos", disse Bach, em nota oficial divulgada pelo COI.

No último domingo, a ação de uma mulher-bomba deixou 16 mortos na principal estação de trem de Volgogrado. Já nesta segunda-feira, uma explosão em um ônibus matou pelo menos 14 pessoas e deixou 28 feridos. "Este é um ataque vil contra pessoas inocentes e o Movimento Olímpico inteiro se junta a mim para condenar absolutamente este ato covarde. Nossos pensamentos estão com os entes queridos das vítimas", afirmou.

Bach lembrou o espírito de integração mundial que marca a Olimpíada e disse esperar que os Jogos de Inverno representem uma mensagem de paz. Os Jogos de Sochi serão realizados entre os dias 7 e 23 de fevereiro.

"Infelizmente o terrorismo é uma doença global, mas nunca se deve permitir que triunfe. Os Jogos Olímpicos reúnem pessoas de todas as origens e crenças juntos para superar nossas diferenças de forma pacífica. As muitas declarações de apoio e solidariedade da comunidade internacional me dão a confiança de que esta mensagem de tolerância também será entregue pelos Jogos Olímpicos de Inverno em Sochi", finalizou o presidente do COI.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você tem percebido impacto positivo das operações policiais nas ruas da cidade?