Publicidade

11 de Março de 2014 - 03:14

Por Thaise Constancio - Agencia Estado

Compartilhar
 

Cerca de 40 pessoas entre jornalistas, cinegrafistas, fotógrafos e auxiliares de câmera aguardam o começo do velório do cinegrafista Santiago Andrade, no cemitério Memorial do Carmo, no Caju, zona portuária do Rio. Marcada para as 7h, até as 8h a cerimônia não havia começado porque a família Andrade não havia chegado.

O velório estará aberto ao público até as 11h desta quinta-feira, 13, quando a capela será fechada para uma despedida particular da família. Ao meio dia, Andrade será cremado. O cinegrafista teve morte cerebral na segunda-feira, 10, depois de ser atingido por um rojão na cabeça, há uma semana, durante manifestação contra o aumento do preço das passagens de ônibus. Seus órgãos foram doados.

O tatuador Fábio Raposo e o auxiliar de serviços gerais Caio Silva de Souza estão presos no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, zona oeste. Eles respondem por homicídio doloso e pelo crime de explosão.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor de fechamento de pista em trecho da Avenida Rio Branco para ciclovia nos fins de semana?