Publicidade

29 de Dezembro de 2013 - 20:46

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

A diretoria liberou o atacante Aloísio para o Shandong Luneng, da China, e agora terá de ir ao mercado para reforçar o ataque. Com apenas três peças para o setor - Luis Fabiano, Ademilson e Osvaldo -, o clube cogita retomar conversas com o Spartak Moscou, da Rússia, para segurar Welliton.

A permanência do atacante, que defendeu o São Paulo por três meses, havia sido descartada porque o clube não queria arcar com o valor estipulado em contrato (R$ 13 milhões) para comprar 100% dos seus direitos. Agora, com dinheiro em caixa pela venda de Aloísio - o clube deve receber aproximadamente R$ 7 milhões pela transferência -, o São Paulo estuda a possibilidade de fazer uma proposta para comprar parte dos direitos de Welliton.

A negociação não é fácil, mas, sem muitas opções depois de perder a disputa com o Santos pelo atacante chileno Eduardo Vargas, o clube tricolor corre para dar mais opções a Muricy Ramalho. O técnico está bastante preocupado com o setor ofensivo.

Luis Fabiano encerrou o ano em baixa. Osvaldo, que caiu de produção nos últimos seis meses, ainda pode ir embora em uma troca com o Internacional pelo lateral-esquerdo Fabrício ou até ser negociado com o Metalist Kharkiv, da Ucrânia. Por fim, Ademilson ainda não provou que pode ser titular.

Enquanto corre atrás de reforços para o ataque, o São Paulo liberou o estafe de Clemente Rodríguez para procurar uma outra equipe. Com contrato até o final de 2014, o lateral-esquerdo argentino, que pouco fez no Morumbi, pode ser emprestado ou até liberado para voltar ao futebol de seu país.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?