Publicidade

11 de Março de 2014 - 00:06

Por Marcio Dolzan - Agencia Estado

Compartilhar
 

Com dificuldades, mas superior ao adversário durante toda a partida, o Fluminense venceu o Audax por 3 a 1, emendou a quarta vitória consecutiva no Campeonato Carioca e alcançou a vice-liderança da competição. O time tricolor tem os mesmos 13 pontos do Flamengo, que joga nesta quarta-feira.

Sem cinco titulares, poupados em função de desgaste físico, o Fluminense demorou para se encontrar em campo. O time abusou dos erros de passes e praticamente definiu o levantamento para a área adversária como única jogada de ataque no primeiro tempo.

Do outro lado, o lanterna Audax praticamente não oferecia perigo. O time tratou de se fechar na defesa e manter a bola o mais longe possível de sua meta. As únicas jogadas de ataque vinham em raros contragolpes e jogadas de bola parada. Mesmo assim, foi o time que abriu o marcador. Aos 22 minutos, Luquinha cobrou escanteio pela direita no meio da área e Leandro Camilo, livre, subiu para cabecear no canto esquerdo.

O revés parcial, porém, não chegou a incomodar o Fluminense. Apenas dois minutos mais tarde, David fez falta dura em Rafinha, levou o segundo cartão amarelo e foi expulso. Com um defensor a menos, o técnico Valber decidiu tirar o meia Michel e colocar Adriano para recompor a defesa. E Renato Gaúcho aproveitou para adiantar o time, sacando Rafinha e colocando Wagner em campo.

Coube a Wagner, aos 44, empatar o jogo. Após cobrança de escanteio de Rafal Sóbis pela esquerda, Yamada afastou mal de soco e o meia do Fluminense, de puxeta, mandou para o gol vazio.

Diferentemente das cinco rodadas anteriores, o Flu voltou melhor para a etapa final. Até em função de ter um homem a mais em campo, a equipe conseguiu trabalhar bem a bola e venceu a retranca do Audax, literalmente, no cansaço.

O time do técnico Válber se manteve a maior parte do tempo no campo de defesa. Conca, Rafael Sóbis e, sobretudo, Wagner, trataram de tabelar próximo à área adversária, abrindo espaços para as finalizações. Nos primeiros 20 minutos, Yamada salvou. Mas, aos poucos, a defesa começou a ceder muitos espaços e o Fluminense passou a atacar com mais insistência.

O gol da virada, assim como os anteriores, veio de bola parada. Aos 36, Sóbis cobrou escanteio pela direita, Wagner ajeitou de cabeça, Conca dividiu com o goleiro e Gum apenas empurrou para o gol vazio. Por fim, Elivelton, já aos 43, fechou o placar aparando de cabeça um cruzamento de Wagner.

FICHA TÉCNICA:

FLUMINENSE 3 X 1 AUDAX

FLUMINENSE - Diego Cavalieri; Wellington Silva (Biro Biro), Gum, Elivélton e Chiquinho; Willian (Marcos Júnior), Rafinha (Wagner), Jean e Conca; Rafael Sobis e Michael. Técnico - Renato Gaúcho.

AUDAX - Yamada; David, Leandro Camilo, Thiago Martinelli e Adilson; Arthur, Kláuber (Acácio), Michel (Adriano) e Luquinha (Welington Soares); Willian e Washington. Técnico - Válber.

GOLS - Leandro Camilo, aos 22, e Wagner, aos 44 minutos do primeiro tempo; Gum, aos 36, e Elivelton, aos 43 minutos do segundo tempo.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você escolhe seu candidato através de: