Publicidade

11 de Março de 2014 - 03:16

Por Ronald Lincoln Junior - Agencia Estado

Compartilhar
 

O Flamengo estreou com derrota na Copa Libertadores, dando continuidade ao tabu de nunca ter vencido quando estreou fora de casa na competição. Com Amaral expulso logo no início do primeiro tempo e o peso da altitude, os jogadores rubro-negros tiveram bastante dificuldade e não resistiram ao León, que venceu por 2 a 1, no Estádio Nou Camp, na cidade mexicana de Guanajuato.

As duas equipes começaram a partida em ritmo forte. Com 15 segundos de jogo, o León começou a pressionar. Wallace errou o passe, a bola foi parar nos pés de Boselli, o atacante driblou o zagueiro flamenguista e cruzou para a área. Britos chegou atrasado na bola e por pouco não fez o gol.

O Flamengo não deixou por menos e também levou perigo no ataque. Na primeira chegada, Everton fez boa jogada na ponta e cruzou para área. Hernane cabeceou no travessão. O bom lance gerou expectativa na torcida brasileira. Mas a animação foi logo ofuscada pela expulsão de Amaral. Ele acertou um pontapé em Montes e foi imediatamente expulso, logo aos 11 minutos de jogo.

Com isso, o León se aproveitou da vantagem numérica. Aos 29, Hernandez arriscou um chute de fora da área, a bola pegou efeito e Felipe fez grande defesa. Ao bater o escanteio, Hernane disputou a bola com González, que caiu, e o juiz acabou marcando pênalti duvidoso para a equipe mexicana. Boselli converteu a cobrança e abriu o placar aos 31.

Após o gol, o Flamengo começou a jogar com cautela, apostando em contra-ataques e bolas paradas. E precisou insistir em duas jogadas muito semelhantes para que saísse o empate. A igualdade enfim surgiu aos 42, quando Elano cobrou falta na área e Cáceres cabeceou para as redes.

Com um a mais em campo, e maior fôlego na altitude, o León começou o segundo tempo com mais iniciativa no ataque. Aos 3, Loboa cortou o zagueiro e deu forte chute, mas Felipe foi na bola e fez grande defesa. Aos 11, a bola foi alçada na área do Flamengo e Britos, desmarcado, cabeceou em cima de Felipe.

Depois de insistir, o León teve grande oportunidade para liderar o placar novamente. André Santos derrubou Arizala e o árbitro anotou nova penalidade, esta inquestionável. Boselli, desta vez, tentou surpreender Felipe com uma cavadinha, mas acabou se dando mal. O goleiro do Flamengo, atento, defendeu a cobrança com tranquilidade no centro do gol.

O lance, porém, apenas adiou o segundo gol do León, que veio aos 22 minutos. Após levantamento na área, Arizala finalizou bem e marcou o gol que garantiu a vitória dos anfitriões.

O próximo confronto do Flamengo pelo Grupo 7 da Copa Libertadores será contra o Emelec, no Maracanã, no dia 26 de fevereiro.

FICHA TÉCNICA:

LEÓN-MEX 2 x 1 FLAMENGO

LEÓN - William Yarbrough; José Vazquez, Rafael Márquez, José Magallon, Juan González (Arizala) e Edwim Hernández; Eisner Loboa (Navarro), Luis Montes e Carlos Peña; Matias Britos e Mauro Boselli. Técnico: Gustavo Matosas.

FLAMENGO - Felipe; Léo Moura, Wallace, Samir e André Santos; Amaral, Cáceres, Elano (Muralha), Everton (Paulinho) e Mugni (Alecsandro); Hernane. Técnico: Jayme de Almeida.

GOLS - Boselli (pênalti), aos 31, e Cáceres aos 42 minutos do primeiro tempo. Arizala, aos 22 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Lucas Mugni, André Santos, Cáceres, Juan González.

CARTÃO VERMELHO - Amaral.

ÁRBITRO - José Hernando Buitrago (COL).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio León (Nou Camp), em Guanajuato (México).

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o resultado do PIB nos dois últimos trimestres vai interferir no resultado das eleições?