Publicidade

04 de Janeiro de 2014 - 09:55

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

O rebelde Majid al-Majid, apontado como líder de um grupo ligado à Al-Qaeda que realizou ataques no Oriente Médio antes de deslocar o foco para a guerra civil da Síria, morreu sob custódia no Líbano.

De acordo com um general do Exército libanês, Majid al-Majid morreu no sábado após sofrer insuficiência renal. O general falou sob condição de anonimato, de acordo com os regulamentos.

Cidadão saudita, Al-Majid foi detido no Líbano no mês passado e estava sendo mantido em um local secreto. Ele era apontado como comandante das Brigadas Abdullah Azzam e uma das 85 pessoas mais procurados na Arábia Saudita.

O Departamento de Estado dos EUA designou o grupo como uma organização terrorista estrangeira em 2012, congelando os ativos que detém nos Estados Unidos. As autoridades norte-americanas também haviam proibido a condução de negócios com o grupo. Fonte: Associated Press.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que os resultados do programa "Olho vivo" vão inibir crimes nos locais onde estão as câmeras?