Publicidade

10 de Dezembro de 2013 - 09:37

Por Vítor Marques - Agencia Estado

Compartilhar
 

Após uma série de reuniões em Abu Dabi, avançaram as negociações entre Corinthians e representantes de um fundo árabe para vender os "naming rights" do Itaquerão, a arena corintiana no bairro de Itaquera, na zona leste de São Paulo. Foram mais de dois encontros que o ex-presidente do clube Andrés Sanchez teve na semana passada com os árabes, que se mostraram receptivos e abertos ao negócio que envolve o pagamento de R$ 400 milhões para dar nome ao estádio.

Os árabes exigiram de Andrés Sanchez uma "cláusula de confiabilidade" para que nenhuma informação do encontro vazasse à imprensa sobre o acordo.

O acidente que vitimou dois operários e atrasou a entrega do estádio para este mês atrapalhou um pouco as negociações. Mas os investidores se tranquilizaram após a confirmação da Fifa de que o Itaquerão será o palco de abertura da Copa do Mundo de 2014 - o jogo, em 12 de junho, será entre Brasil e Croácia.

A Emirates, que é parceira da Fifa e uma das patrocinadoras do Mundial, é a favorita para dar nome ao estádio. O contrato, por outro lado, não foi assinado nessas reuniões em Abu Dabi. As conversas serão retomadas para que se discutam outras cláusulas do contrato - o Corinthians quer assinar um acordo com duração de 15 anos.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você pretende substituir o ovo de Páscoa por outros produtos em função do preço?