Publicidade

16 de Dezembro de 2013 - 20:36

Por Vítor Marques - Agencia Estado

Compartilhar
 

O Corinthians pode ter uma velha/nova novidade para a temporada de 2014. Trata-se do volante Jucilei, que atuou pelo clube de 2009 a 2011, quando se transferiu ao Anzhi Makhachkala, da Rússia. Nesta segunda-feira, durante evento no Memorial do clube alvinegro, em São Paulo, o diretor de futebol Roberto de Andrade revelou que uma consulta foi feita ao time russo para saber a possibilidade de recontratar o jogador.

"Fizemos uma consulta e estamos aguardando. Aí vamos ver se dá ou não para contratá-lo. Ele (Jucilei) é um jogador interessante porque já trabalhou conosco", disse Roberto de Andrade, que lembrou que a negociação, se acontecer, promete ser complicada. "É difícil. Não vamos nos esquecer que eles (Anzhi) pagaram 10 milhões de euros pelo Jucilei".

A esperança do dirigente corintiano é o clube da Rússia pedir menos do que pagou para ter o volante em 2011. Sem o dinheiro do bilionário russo Suleiman Kerimov, que resolveu nesta temporada parar de injetar recursos, o Anzhi está se desfazendo de seus principais jogadores. Dois deles, o meia Willian (ex-Corinthians) e o atacante camaronês Samuel Eto´o, foram negociados com o Chelsea.

"Não sei quanto eles (Anzhi) vão pedir para negociar o Jucilei. Quem sabe não consigamos baixar o preço", afirmou Roberto de Andrade, que tem reclamado dos altos salários pedidos e das muitas exigências feitas em negociações de jogadores.

O diretor de futebol fez questão de ressaltar que, até mesmo no caso de Jucilei, as contratações corintianas só serão anunciadas oficialmente em janeiro, quando os jogadores se reapresentarão - no dia 3 - e o técnico Mano Menezes será apresentado. "Antes no Natal é difícil. Temos andado (nas negociações), mas fica para janeiro", disse.

Além de Jucilei, Roberto de Andrade voltou a falar sobre os nomes do atacante Marcelo, do Atlético Paranaense, e do lateral-direito Rafinha, do Bayern de Munique. "10 milhões de euros pelo Marcelo é impossível. Já o Bayern pediu para falar sobre o Rafinha só depois do Mundial (de Clubes da Fifa, no Marrocos)", finalizou.

EVENTO - Na noite desta segunda, dois livros foram lançados no Memorial do Parque São Jorge. "Obrigado, Tite", do fotógrafo Daniel Augusto, conta a passagem do técnico pelo Corinthians em fotos. Já "1990 - A raça e o talento do Corinthians conquistaram o Brasil", de Ricardo Taves, Diego Salgado e Renato Nalesso, mostra uma visão inédita do título do Campeonato Brasileiro daquele ano, a primeira conquista nacional do clube.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?