Publicidade

23 de Dezembro de 2013 - 12:02

Por Vítor Marques - Agencia Estado

Compartilhar
 

O prazo que o Corinthians vê como viável para fechar a venda dos "naming rights" do Itaquerão é abril, até dia o 15, na provável inauguração do estádio em um evento-teste da Fifa.

As negociações com um fundo árabe continuam após o retorno do ex-presidente Andrés Sanchez de Abu Dabi. Segundo dirigentes, o acordo está praticamente fechado com a empresa aérea Emirates - a outra concorrente é a Etihad.

O Corinthians, ainda que feche o negócio no início do ano, acredita que é melhor o estádio ter um nome tão logo esteja pronto, e não antes disso, com as obras ainda em andamento.

O acidente que aconteceu no dia 27 de novembro e matou dois operários atrasou as obras. O estádio deveria estar pronto este mês, mas só ficará 100% concluído, na melhor das hipóteses, no fim de março.

Depois que técnicos da Fifa vistoriaram as obras após o acidente, a entidade garantiu que o Itaquerão receberá a abertura da Copa - 12 de junho, Brasil e Croácia - e estipulou que o estádio tem de estar em condição de receber jogos dia 15 de abril.

Para o Corinthians, é ideal que o estádio já tenha um nome nesta data. O "naming right" será vendido por R$ 400 milhões por um período que pode variar de 15 a 20 anos.

Andrés Sanchez e outras pessoas envolvidas na negociação alegam que não podem comentar o que foi discutido nas reuniões em Abu Dabi porque o fundo árabe exigiu uma cláusula de confidencialidade.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com o TJ, que definiu que táxi não pode ser repassado como herança?