Publicidade

02 de Dezembro de 2013 - 19:31

Por Tânia Monteiro - Agencia Estado

Compartilhar
 

O corpo do governador Marcelo Déda chegou no início da noite desta segunda-feira, 02, ao Palácio de governo Olímpio Campos, em Aracaju, depois de percorrer por mais de uma hora as ruas da cidade em carro aberto. Pétalas de flores foram jogadas por um helicóptero e centenas de militantes estão na porta do Palácio para homenagear o governador, que morreu na madrugada de hoje, em São Paulo, vítima de câncer no estômago.

A presidente Dilma Rousseff já desembarcou no aeroporto Santa Maria, em Aracaju, e em seguida irá para o Palácio de governo. Dilma está acompanhada de seis ministros. Entre eles, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo; da Educação, Aloizio Mercadante; do Desenvolvimento Social, Tereza Campello; da Secretaria de Comunicação Social, Helena Chagas; e do Gabinete de Segurança Institucional, general José Elito. Além deles, estão junto com a presidente Dilma o governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, e o senador Wellington Dias (PT-PI).

A família do governador, mulher e os filhos, além do ex-senador José Eduardo Dutra, vieram num avião da FAB, cedido pela presidente Dilma Rousseff para levar o corpo de Déda de São Paulo para Aracaju. O ex-presidente Lula deve chegar à capital sergipana por volta das 20h (horário de Brasília). Lula estará acompanhado do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, além de Luiz Dulci e Paulo Okamotto, que trabalham no Instituto Lula.

O senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE), também presente ao velório, afirmou que Déda deixou "um exemplo de muita coragem e um grande vazio na nossa política". Segundo Valadares, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, também irá ao velório.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?