Publicidade

11 de Março de 2014 - 06:49

Por Marília Assunção - Agencia Estado

Compartilhar
 

O naufrágio de um barco no Lago da Usina de Corumbá 3, no município de Luziânia, no Entorno do Distrito Federal, a 200 quilômetros de Goiânia, provocou a morte de sete pessoas de duas famílias, das quais quatro eram crianças. O resgate dos corpos começou no sábado, 22, quando a embarcação afundou levando 12 pessoas.

O primeiro corpo, de um menino, foi localizado no próprio sábado. Outros dois corpos foram encontrados pela manhã e, por volta das 13 horas deste domingo, 23, o Corpo de Bombeiros encerrou as buscas, localizado mais quatro corpos. As vítimas passavam o final de semana hospedadas em uma chácara da região.

Foram identificados os corpos de Davi da Silva Meneses, 12 anos, Jaime da Silva Meneses, 9, Sara R. Pontes da Silva, 16, Rúbio R. da Silva, 27, Ane Gabriele R. da Silva, 2, Ivano S. dos Santos, 28, Arthur Rilva Baliza, com idade não identificada.

Por volta das 17h30, os bombeiros aguardavam no local do resgate pela chegada do Instituto Médico-Legal para o recolhimento dos corpos.

Um dos cinco sobreviventes foi o piloto da embarcação, que já foi ouvido pela Polícia Civil de Luziânia, mas cujo nome ainda não havia sido confirmado no controle da corporação, que fica em Goiânia. Um menino de seis anos seria a única vítima a usar colete salva-vidas e teria resgatado a própria mãe quando ela se abraçou a ele na hora do afogamento, flutuando juntos.

Pelo relato dos sobreviventes, a água entrou dentro do barco pela frente (proa) e ele afundou em poucos minutos. O desastre aconteceu pouco depois de o barco se afastar da margem do lago, causado, provavelmente, por excesso de carga.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que os resultados do programa "Olho vivo" vão inibir crimes nos locais onde estão as câmeras?