Publicidade

19 de Dezembro de 2013 - 20:57

Por AE - Agencia Estado

Compartilhar
 

Como em 2014 não será realizado Mundial em piscina longa, a principal competição do próximo ano será o Pan-Pacífico de Natação, que será disputado na Austrália. E a busca por índices para esta viagem é que motiva os brasileiros no Torneio Open de Natação, que está sendo realizado em Porto Alegre.

Nesta quinta-feira, a nadadora do Sesi Daynara de Paula marcou 58s35 nos 100m borboleta, bateu o seu próprio recorde de campeonato (58s96, de 2009), e garantiu o índice para ir À Austrália em agosto.

"Eu me coloco muita pressão nesta prova, desde 2009. De manhã, estava muito nervosa e o tempo não foi bom. Mas treino pra isso e agora estou com dois índices para o Pan Pacífico. Os planos estão voltados todos para 2016, que pretendo que seja o melhor de minha vida", comentou o nadadora, citando a prova da manhã, válida como Campeonato Brasileiro Sênior e classificatória para o Open, à tarde.

Outro destaque do dia foi Natalia de Luccas. A corintiana de 17 anos, que havia batido o recorde sul-americano dos 200m costas há duas semanas, no Brasileiro Júnior, venceu também no Open, com 2min14s43.

"Vinha treinando para superar este recorde, mas não esperava para este ano. Fiquei muito feliz e agora penso em conseguir o índice para o Pan Pacífico, pois quero integrar a seleção brasileira adulta e representar o País", comentou Natália.

Nos 100m borboleta masculino, ouro para Nicholas Santos, que deve começar a focar esta prova, uma vez que os 50m borboleta, na qual foi campeão mundial em piscina curta, não é prova olímpica.

Leonardo de Deus, do Corinthians, confirmou o favoritismo nos 200m costas e ganhou com a marca de 1min59s07. Pela manhã ele havia feito 1min57s81 e garantido índice para o Pan-Pacífico, além do novo recorde brasileiro.

Nos 200m livre, o vencedor entre os homens foi João Amorim, também do Corinthians, 1min50s07. Na versão feminina, Jéssica Cavalheiro, do Sesi, foi a melhor, 2m01s30, em final emocionante com Larissa Oliveira, do Pinheiros, segunda colocada, com 2m01s35. Pela manhã Manuella Lyrio, do Minas, venceu com 2min01s25 e estabeleu novo recorde do campeonato.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?