Publicidade

18 de Dezembro de 2013 - 11:22

Por Eduardo Cucolo e Anne Warth - Agencia Estado

Compartilhar
 

O déficit em transações correntes do País somou US$ 5,145 bilhões em novembro, informou o Banco Central, nesta quarta-feira, 18. O resultado ficou dentro do intervalo previsto, segundo levantamento do AE Projeções, que apontava déficit entre US$ 4,200 bilhões e US$ 5,586 bilhões, mas acima da mediana de US$ 4,700 bilhões.

De acordo com o BC, a conta de rendas ficou negativa em US$ 3,478 bilhões. A de serviços, negativa em US$ 3,519 bilhões. Essas saídas de recursos foram parcialmente compensadas pelo superávit comercial de US$ 1,740 bilhão e pelas transferências unilaterais positivas em US$ 111 milhões.

No acumulado de janeiro a novembro de 2013, o déficit em conta corrente soma US$ 72,693 bilhões, o equivalente a 3,58% do Produto Interno Bruto (PIB). No acumulado dos últimos 12 meses até novembro, o saldo está negativo em US$ 81,100 bilhões, o que representa 3,66% do PIB. A estimativa do BC para o déficit em novembro era de US$ 4,4 bilhões.

Para 2013, o Banco Central revisou a projeção de déficit nas transações correntes de US$ 75 bilhões para US$ 79 bilhões, equivalentes a 3,57% do PIB. A autoridade monetária manteve a expectativa de superávit comercial deste ano de US$ 2 bilhões, o equivalente a 2,85% do PIB. O BC deixou inalteradas ainda a previsão de exportações, de US$ 241 bilhões, e a estimativa de importações, de US$ 239 bilhões.

Ao contrário do que o Banco Central dizia esperar em notas e comunicados anteriores, a previsão de gastos com viagens internacionais em 2013 aumentou. Embora a autoridade monetária previsse um arrefecimento desses gastos no segundo semestre, a estimativa para o ano subiu de US$ 17,2 bilhões para US$ 18,6 bilhões. Já a previsão de despesas com juros diminuiu, de US$ 13,6 bilhões para US$ 13,4 bilhões, enquanto a estimativa de remessas de lucros e dividendos para o exterior foi mantida em US$ 24 bilhões.

Os Investimentos Estrangeiros Diretos (IED) somaram US$ 8,334 bilhões em novembro, acima dos US$ 4,587 bilhões registrados em novembro de 2012. O resultado ficou acima do intervalo previsto, segundo levantamento do AE Projeções, que apontava IED entre US$ 4,6 bilhões e US$ 5,5 bilhões, com mediana de US$ 5,0 bilhões.

No acumulado do ano, o IED soma US$ 57,478 bilhões (2,83% do PIB). No mesmo período do ano passado, o IED acumulado era de US$ 59,914 bilhões (2,90% o PIB). Em 12 meses até novembro, o IED está em US$ 62,836 bilhões, o que corresponde a 2,84% do PIB. A estimativa do BC para o IED em novembro era de US$ 5,0 bilhões.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você participa das celebrações da Semana Santa?