Publicidade

27 de Dezembro de 2013 - 15:16

Por Célia Froufe e Murilo Rodrigues Alves - Agencia Estado

Compartilhar
 

O setor público consolidado registrou um déficit nominal de R$ 175 milhões em novembro, informou nesta sexta-feira, 27, o Banco Central. Em outubro, o déficit havia sido de R$ 11,528 bilhões e, em novembro do ano passado, o resultado foi negativo em R$ 21,846 bilhões.

No mês passado, o governo central registrou superávit nominal de R$ 5,204 bilhões. Os governos regionais tiveram saldo negativo de R$ 5,301 bilhões. As empresas estatais registraram déficit nominal de R$ 77 milhões. No acumulado do ano, o déficit nominal foi de R$ 143,944 bilhões (3,29% do PIB). No mesmo período de 2012, estava em R$ 112,062 bilhões (2,80% do PIB). Nos 12 meses encerrados em novembro, o déficit nominal está em R$ 140,794 bilhões, ou 2,96% do PIB.

De acordo com o BC, o setor público consolidado gastou R$ 29,920 bilhões com juros em novembro. Houve aumento em relação ao gasto de R$ 17,717 bilhões registrado em outubro deste ano e alta ante os R$ 18,368 bilhões vistos em novembro do ano passado. O governo central teve no mês passado um gasto com juros de R$ 23,404 bilhões. Já os governos regionais registraram uma despesa de R$ 6,251 bilhões e as empresas estatais tiveram gastos de R$ 265 milhões no período.

No acumulado do ano até novembro, o gasto com juros do setor público consolidado soma R$ 224,843 bilhões, o equivalente a 5,15% do Produto Interno Bruto (PIB). No mesmo período do ano passado, o gasto com juros estava em R$ 216,100 bilhões ou 5,72% do PIB. Já nos 12 meses encerrados em novembro, a despesa chega a R$ 243,945 bilhões ou 5,13% do PIB.

A dívida líquida do setor público caiu para 33,9% do Produto Interno Bruto (PIB) em novembro, ante 34,9% verificado em outubro (dado revisado). A dívida líquida do governo central, governos regionais e empresas estatais terminou o mês passado em R$ 1,614 trilhão.

A dívida bruta do governo geral encerrou o mês passado em R$ 2,783 trilhões, o que representou 58,5% do PIB. Em outubro, essa relação estava em 58,7%.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você tem percebido impacto positivo das operações policiais nas ruas da cidade?