Publicidade

09 de Dezembro de 2013 - 17:58

Por Luciana Nunes Leal - Agencia Estado

Compartilhar
 

A presidente Dilma Rousseff fez nesta segunda-feira, 09, mais um discurso de exaltação dos dez anos do PT no governo, desta vez diante do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. O clima, no entanto, era cordial. A petista e o tucano participaram da abertura de um seminário sobre América Latina organizado pelo ex-presidente americano Bill Clinton. Fernando Henrique ouviu o discurso de Dilma na primeira fila da plateia. A convite da presidente, Fernando Henrique foi no carro com a presidente até a base aérea do Galeão, onde eles se juntaram aos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva, José Sarney e Fernando Collor e embarcaram rumo a Johanesburgo para assistir ao funeral do líder sul-africano Nelson Mandela.

O encontro inédito dos cinco presidentes em um evento internacional foi exaltado por Dilma e Fernando Henrique. "Estou viajando acompanhada dos ex-presidentes Sarney, Collor, Fernando Henrique e Lula para acompanhar os funerais do grande líder Mandela. É uma honra poder reunir todos os ex-presidentes num objetivo comum. O Estado brasileiro se une para honrar Mandela, exemplo que guiará todos aqueles que lutam pela justiça social e pela paz. É uma demonstração de que as eventuais divergências no dia-a-dia não contaminam as posições do Estado Brasileiro", afirmou Dilma, segundo o Blog do Planalto.

"Há questões que são de Estado, é importante não misturar governo e política partidária com questões de Estado", disse Fernando Henrique sobre o convite de Dilma aos antecessores.

Em discurso, Dilma destacou os feitos de seu governo e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e mais uma vez criticou governos passados por "pensar o Brasil como um país pequeno" e não investir em infraestrutura. "O Brasil não foi pensado para todos. As consequências são os déficits qualitativos em educação, em infraestrutura, em mobilidade urbana", criticou Dilma.

A presidente teve uma reunião reservada de cerca de meia hora com Clinton. Enquanto isso, Fernando Henrique esperou a presidente na sala ao lado. Segundo o ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel, Dilma e Clinton conversaram sobre a ideia de criação de um fundo de financiamento de energias alternativas latino americano.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?