Publicidade

10 de Dezembro de 2013 - 12:03

Por Ayr Aliski - ayr.aliski@estadao.com - Agencia Estado

Compartilhar
 

O programa "Minha Casa, Minha Vida" já entregou mais de 1,4 milhão de casas e apartamentos. "No meu governo, já contratamos 2,065 milhões de moradias. Somando com as casas contratadas no governo Lula, são mais de 3 milhões de moradias em todo o País", destacou Dilma Rousseff na edição da coluna semanal "Conversa com a Presidenta" desta terça-feira (10). Segundo ela, o programa está permitindo que sejam atendidas famílias que "sem o apoio e os recursos do governo, não poderiam nem sonhar em ter a casa própria". A coluna é publicada semanalmente em cerca de 200 jornais brasileiros.

Dilma ressaltou que está fixado o objetivo de contratar a construção de mais 700 mil casas até o final de 2014. "Porque nossa meta é chegar a 2,750 milhões de habitações contratadas somente durante o período do meu governo", destacou. A presidente ressaltou que em novembro foi atingida a marca de cem mil casas contratadas na zona rural. "Do mesmo jeito que ocorre no 'Minha Casa, Minha Vida' das áreas urbanas, sem o subsídio do governo federal, a maioria dos beneficiados das áreas rurais não teria como pagar o imóvel", ressaltou a presidente.

Dilma ressaltou que a entrega de moradias, nas áreas urbanas, está promovendo uma mudança de hábitos. "Nas cidades, cerca de um terço dos imóveis contratados são apartamentos, e a vida em um condomínio está sendo uma novidade para muitos", assinalou. "Quando moramos em uma casa, nós mesmos cuidamos do quintal, do jardim, varremos a calçada ou pintamos o muro. Quando mudamos para um apartamento, isso tudo é feito junto com os moradores dos outros apartamentos, e aí, as decisões precisam ser tomadas em conjunto e as despesas são compartilhadas", ressaltou.

A dica dada hoje por Dilma é que, quando a família receber as chaves dos apartamentos, a primeira coisa a fazer é montar o condomínio para manter o prédio bem conservado e limpo, e dividir os gastos com esses serviços. Para auxiliar nesse processo de transição, o governo promoveu uma mudança no "Minha Casa, Minha Vida". "O programa vai pagar, durante um ano, empresas especializadas para ensinar os moradores a montar o condomínio e a organizar suas contas", ressaltou a presidente.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você tem percebido impacto positivo das operações policiais nas ruas da cidade?