Publicidade

12 de Dezembro de 2013 - 17:34

Por Ricardo Brito - Agencia Estado

Compartilhar
 

A presidente Dilma Rousseff citou na tarde desta quinta-feira, 12, o ex-presidente da África do Sul e prêmio Nobel da Paz Nelson Mandela no seu discurso de entrega da 19ª edição do Prêmio Direitos Humanos. Dilma disse que falar de Mandela, que morreu na semana passada aos 95 anos, é remeter à resistência contra todo tipo de opressão, à capacidade de união de um povo e de um líder e construir um país livre através do seu exemplo.

"Esta é a luta que cada um dos 25 agraciados com o Prêmio Direitos Humanos 2013 trava em seu cotidiano. As pessoas e as instituições que homenageamos hoje se empenham em batalhas contra a violência, o abandono, a miséria, a exploração sexual e o trabalho escravo infantil", afirmou Dilma, num discurso recheado de aplausos e vaias.

A presidente participa da entrega do Prêmio de Direitos Humanos, que está na sua 19ª edição. A solenidade acontece em meio ao Fórum Mundial de Direitos Humanos, realizado na capital federal. O prêmio é a mais alta condecoração do governo brasileiro para pessoas e empresas que desenvolvem ações de destaque na área.

A presidente assinou um decreto que institui o Sistema Nacional de Prevenção e Combate à Tortura. No início da solenidade, Dilma entregou o prêmio na categoria Direito à Memória e à Verdade para Zilda Paula Xavier Pereira. Assim como a presidente, Zilda foi torturada durante a ditadura e atualmente busca apurar a circunstância da morte e da identificação de seus filhos.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a multa para o consumidor que desperdiçar água, conforme anunciou o Governo de São Paulo?